Inicio
Alabama
Arizona
California
Florida
Georgia
Idaho
Illinois
Indiana
Iowa
Kentucky
Louisiana
Maine
Maryland
Minnesota
Mississippi
Missouri
Nevada
New Jersey
New Mexico
New York
North Carolina
Ohio
Oklahoma
Oregon
Pennsylvania
South Carolina
Tennessee
Texas
Utah
Virginia
Washington
West Virginia
Wisconsin

 

 

 

 

 




 

 

 

 

Visitamos duas vezes o estado de Indiana. Não propriamente porque ele fosse um destino, mas simplesmente porque estava no meio do caminho, e já que estávamos atravessando aquele lugar, nada mais natural que aproveitar para conhecer o que se oferecia aos nossos olhos. O estado de Indiana não é exatamente um destino turístico dos mais procurados, nem mesmo entre os americanos. Mas sua situação geográfica, na região meio-oeste, entre os estados de Illinois e Ohio, importantes pólos industriais, acabou beneficiando estas terras. Este é um lugar de passagem, o que é  expresso pelo próprio apelido: The Crossroads of America, ou seja, a encruzilhada dos Estados Unidos.  

Indiana é um lugar agradável, com grandes pastagens, muitos campos, pequenas cidades e diversas localidades tranqüilas. Mas não é só isso. Indiana é também um dos principais centros nacionais na produção de ferro, aço, vidro, máquinas industriais, automóveis e refinarias de petróleo.

A principal e maior cidade do estado é Indianapolis (imagem acima), e para falar a verdade, poucas cidades americanas nos causaram tão boa impressão quanto ela, que também é a capital estadual. Mesmo sendo um lugar pacato é uma cidade que tem ao mesmo tempo, algumas características de capital. Seu centro merece um troféu urbanístico, pois aqui a arte de seus monumento históricos está aliada a uma circulação eficiente e ao bom gosto arquitetônico, coisas que nem sempre andam juntas. Indiana teve seu nome dado em homenagem a todos índios do país. Ao chegar aqui comece sua visita à cidade pelo Indiana State Museum, o cartão de visitas destas terras, onde se pode conhecer a herança cultural e natural deste estado.  

Um lugar muito lembrado na cidade é seu autódromo, onde é disputada a corrida mais famosa do país, as 500 milhas de Indianapolis. O Indianapolis Motor Speedway situa-se à oeste da cidade, e tem uma pista oval com duas e meia milhas de comprimento. Além disso no local há outras atrações relacionada ao automobilismo, como o Indianapolis Motor Speedway Hall of Fame Museum, um dos maiores museus do mundo dedicado ao tema.  Mesmo fora da temporada de corridas, é possível visitar o local e fazer algumas fotos do circuito.

O primeiro campeão das 500 milhas de Indianapolis foi o americano Ray Harroun, em 1911, e de lá para cá o museu conta praticamente tudo sobre este circuito. Há carros de corrida de diversos tipos, épocas e aparências, inclusive mais de trinta carros originais, antigos campeões neste circuito, além de vídeos e muitas fotografias. A época mais animada do Motor Speedway é durante o mês de maio, quando acontece a meia maratona que vem do centro da cidade até aqui, e são organizado desfiles com celebridades e bandas de música, entre outros eventos, tudo culminando com a prova das 500 milhas. 

Um ponto marcante em Indianapolis é o Indiana World War Memorial, monumento que homenageia os heróis nacionais mortos em combates durante as guerras. No local existe um museu com peças históricas, armas, uniformes e carros de combate. Situa-se na Meridian Street.

Já a Indiana Historical Society, fundada em 1830 é uma instituição dedicada a preservar a história de Indiana, e em seu prédio de quatro andares acontecem diversos tipos de atividade culturais e artísticas.

Mais um local que merece ser visitado na cidade é o Indianapolis City Center, um tipo de museu virtual onde se pode conhecer diversos pontos da cidade através de apresentações multimídia. E para compras nada melhor que o Washington Square Mall (ao sul da cidade) ou o Castleton Square Mall (ao norte).

 

Saindo da cidade pela estrada 36W, vale a pena visitar Billie Creek Village (foto ao lado), uma das atrações mais populares de Indiana, e que recria uma pequena cidade típica da região, tal como elas eram há cerca de um século. Lá estão artesãos vestidos com roupas de época, as tradicionais pontes cobertas e um calendário de festas e eventos muito variado.

Outra visita interessante, situada na localidade de Fishers é seu 'Museu de História Viva', onde foi montada uma típica cidade de 1836, relembrando os primeiros colonizadores da America. no campo das atrações naturais, vale visitar, ao sul do estado, as Bluespring Caverns cavernas naturais, que além do cenário incrível, ainda oferecem a atração extra de um passeio fluvial ao longo de seu rio subterrâneo.

 

Fizemos esta foto ao chegar em Brazil, uma pequena cidade de Indiana. É um daqueles lugares em que você entra, caminha um pouco e quando se dá conta já está saindo pelo outro lado da cidade... Mesmo assim fizemos questão de nos identificar para alguns habitantes como autênticos cidadãos do país Brasil, e para a nossa surpresa foi a maior festa. Foram tão gentis que queriam até nos levar para conhecer o prefeito.

Ainda falando de outros países, quem quiser sentir um gostinho de Irlanda (há uma grande colônia irlandesa no estado), pode aproveitar para conhecer a Gaelica Fest, no Indiana Sunset Hill Farm County Park (próximo a Valparaiso), quando são servidos pratos típicos e apresentadas danças e artes daquele país. Acontece todos os anos durante o mês de julho

 

Percorrendo o interior do estado encontram-se muitos galpões como o mostrado na imagem ao lado, o que não é de estranhar, pois a atividade rural em Indiana é um dos motores da economia local. Mais da metade das terras cultivadas por aqui são utilizadas para o cultivo de milho. Campos cultivados com trigo e soja podem ser vistos em todo lugar. E fazendas destinadas à criação de gado e aves são também numerosas. Talvez por isto encontram-se em Indiana uma grande variedade de festivais rurais e eventos organizados em quase todas as localidades, destinados a comemorar a produção deste ou daquele produto, e também atrair turistas. Em março, por exemplo, a pequena Wakarusa promove seu festival anual do Syrup (o xarope adocicado que os americanos adoram usar sobre panquecas). Entre diversos eventos, acontecem concursos de receitas originais de Syrup, concurso de tosagem de ovelhas, danças típicas e a eleição da Rainha do Festival.

 

Todos os anos em maio a cidade de Vincennes comemora a tomada de Fort Sackville por George Clark, a batalha que livrou Indiana das tropas Inglesas. Para celebrar o "Spirit of Vincennes Rendezvous", quatrocentas pessoas vestem uniformes de época e encenam a histórica batalha. O evento virou uma concorrida festa estadual, com direito a jogos, desfiles e comida típica. E no caminho de Vincennes vale dar uma passada em Montgomery e visitar sua Gasthof, uma comunidade rural Amish. Não custa lembrar que os Amish formam uma comunidade religiosas cujos membros vivem quase totalmente sem os utensílios da vida moderna, e que, em suas propriedades, costumam fazer e vender pães e doces muito saborosos.

 

O interior do estado é cheio de surpresas de sabor rural. Por exemplo, em Fort Wayne acontece a segunda festa mais importante de Indiana, chamada Three Rivers Festival, com dez dias de duração e eventos muito variados, inclusive desfiles de bandas e carros alegóricos. Já Columbus, pouco ao sul de Indianapolis, organiza anualmente uma festa em homenagem à colônia escocesa, com direito a bandas de gaitas de fole, tendas de cada clan e pratos típicos daquele país. Na verdade, a colônia escocesa nos Estados Unidos é muito grande, o que explica a freqüência com que se escuta o som das gaitas de fole por aqui. Valparaiso é outra localidade que promove, sempre em abril, uma festa de produtos artesanais, chamada "Celebration of Spring", conhecida por reunir expositores de toda região oeste do país.

 

Fizemos esta foto passeando em Terre Heute, uma das cidades mais conhecida do estado, e que conta com diversos prédios históricos. E claro, Terre Haute também tem seu festival, chamado Crossroads Artfest, que acontece sempre em abril. 

Um passeio original não muito distante da cidade é fazer o roteiro da Whitewater Valley Railroad, viagem de trem que acontece entre os municípios de Connersville e Metamora, e que tem 51 quilômetros de extensão, com sabor de viagem no tempo. A ferrovia foi construída no local onde antes existia um antigo canal, e faz sempre muito sucesso entre turistas. O trenzinho parte da estação central de Connersville, sempre aos sábados ao meio dia. 

 

De volta a Indianapolis não deixe de visitar o interessante Children's Museum of Indianapolis (na Meridian Street), considerado o maior museu de crianças do mundo, mas que na verdade tem atrações para gente de todas as idades, como o teatro CineDome e o planetário SpaceQuest. Veja também o Indiana State Museum (Alabama Street) um museu grátis que funciona como vitrine das coisas produzidas no estado ao longo da história.

E se, ao partir da cidade você for na direção de Chicago, aproveite para dar uma paradinha na pequena Demotte e visitar o parque do Zé Colméia (Yogi Bear Jellystone Park), um local ótimo para quem quer curtir um tempo descansando entre árvores, cascatas, pássaros e outros animais selvagens.

 

O apelido de Indiana é Hoosier State, um nome de origem praticamente desconhecida. Graças a isto, os habitantes de Indiana são conhecidos como Hoosiers. Não encontramos por aqui o Indiana Jones, mas nossa visita ao estado foi super agradável, mesmo porque uma terra que homenageia nosso país com o nome de uma de suas cidades já amolece nosso coração, mas nos deixou também a certeza que seria preciso passar muito mais tempo com os Hoosiers para poder ver melhor todas as coisas boas que Indiana tem a oferecer. 

 

A música desta página é 'Indiana Home'. Para interromper sua execução pressione a tecla ESC.

 

Round my Indiana homesteads wave the cornfields,
In the distance loom the woodlands clear and cool.
Oftentimes my thoughts revert to scenes of childhood,
Where I first received my lessons, nature's school.

But one thing there is missing in the picture,
Without her face it seems so incomplete.
I´d love to see my mother in the doorway,
As she stood there years ago, her boy to greet.

Oh, the moonlight's fair tonight along the Wabash,
From the fields there comes the breath of newmownhay.
Through the sycamores the candle lights are gleaming,
On the banks of the Wabash, far away


Bandeira de Indiana