Inicio
Alabama
Arizona
California
Florida
Georgia
Idaho
Illinois
Indiana
Iowa
Kentucky
Louisiana
Maine
Maryland
Minnesota
Mississippi
Missouri
Nevada
New Jersey
New Mexico
New York
North Carolina
Ohio
Oklahoma
Oregon
Pennsylvania
South Carolina
Tennessee
Texas
Utah
Virginia
Washington
West Virginia
Wisconsin

 

 

 

 

 




 

 

 

 


Mexican Hat

À primeira vista, Utah é um estado típico do sudoeste americano, com desertos e pedras por todo lugar. Uma olhada mais atenta, no entanto, revela uma série de surpresas inesperadas, vistas incomuns, cenários surrealistas e verdadeiros truques da natureza. Passa-se de áreas imensas, totalmente desabitadas, a lagos no meio do deserto.

Cânions cenográficos e formações rochosas que parecem desafiar a gravidade. É o que os americanos gostam de chamar de um scenic place. Logo que entramos em Utah, pela estrada 163, ainda no deserto, passamos ao lado da Mexican Hat, esta enorme rocha equilibrada no alto de uma montanha, e que dá nome a um povoado local.

Vídeo: Dirigindo em direção à Mexican Hat

   

Rochas que parecem ossos estão em todo lugar. Há uma grande variedade delas no Bryce Canyon National Park, considerado um dos mais bonitos não apenas de Utah, mas de todo o país. Quem gosta de caminhar vai encontrar lá diversas trilhas para percorrer, como a Rim Trail, que une os locais conhecidos como Sunset Point e Sunrise Point.

 

Outra alternativa é percorrer a Bristlecone Loop, que inicia no ponto conhecido como Rainbow Point. Por outro lado, quem estiver passando próximo à cidade de Kanab, deve visitar o Coral Pink Sand Dunes State Park, outro parque estadual, sendo que este fica situado a dois mil metros de altitude, e é famoso pela coloração única de suas rochas.

 

Quer mais natureza selvagem? Vá até o Dinosaur National Monument, como o nome indica, um parque dedicado aos dinossauros. Ao contrário daquele filme, não espere ainda encontrar algum ainda vivo por aqui, mas mesmo assim o local é interessante por abrigar uma das melhores coleções de descobertas paleontológicas do período Jurássico. Fica no município de Vernal.

 

Um dos pontos onde a natureza estava mais inspirada em Utah é no Capitol Reef National Park, um conjunto de montanhas de pedras avermelhadas e íngremes, formando uma cordilheira que se estende por vários quilômetros. No interior do parque existe uma estradinha que serpenteia entre os rochedos, local ideal para boas e dramáticas fotos. Nos chamou a atenção os avisos de cuidado com as inundações repentinas, que nos dias de chuva podem encher em poucos minutos as áreas mais baixas do parque.

Quase não dá para acreditar que chova tanto no meio deste deserto de pedra! A população de Navajos no estado ainda é grande. Ao todo eles são duzentos e cinqüenta mil no estado de Utah. Eles preferem ser chamados de 'Dine', que significa 'O povo'.

 

Um dos locais mais bonitos de Utah é o Natural Bridges National Monument, onde as rochas formaram diversas pontes como esta da foto. Fica no sul do estado, perto da estrada 95. Esta rota segue rumo norte, atravessando uma das mais remotas do estado. Anda-se por cerca de cem quilômetros sem ver qualquer tipo de construção, nem sequer uma casa, ou posto de gasolina. 

 

Lake Powell, este imenso espelho de água formado por um lago criado artificialmente, parece uma gigantesca miragem no meio do deserto. Ele aparece de repente, contrastando com as rochas em volta, e compondo com elas um cenário quase surrealista. O desnível entre o ponto onde estamos, no alto das rochas e a superfície do lago tem mais de cem metros. 

 

O conjunto de cânions, desertos de pedras avermelhadas, montanhas de aspecto lunar e outras artes da natureza fazem do sul de Utah uma espécie de campo de provas da natureza. Quem gosta de lugares alternativos, desafios, escaladas radicais, e de se sentir em pleno contato com a natureza, longe de qualquer sinal de civilização, não vai encontrar um lugar melhor do que este. Um dos pontos recomendados é Paria River Canyon, que ao longo dos séculos cortou a rocha como uma faca corta a manteiga, formando cânions e paredões verticais de rocha vermelha. É um ótimo lugar para praticar canoagem.

 

A placa de boas vindas no meio do deserto tem algo de surrealista, mas o cenário que ela descortina é ainda mais incrível. Salt Flats - planícies salgadas - é um deserto não de areia, mas de Sal. Esta área ao sul do estado forma uma planície salgada que estende-se até onde a vista alcança. Por ser um lugar completamente plano, estes desertos são freqüentados por pilotos de competição de estranhíssimos veículos sobre rodas que mais parecem foguetes, e chegam a atingir velocidades de setecentos quilômetros por hora. O nome do lugar é Bonneville Salt Flats, e fica próximo à cidade de Wendover.

 

Canyonlands National Park, é uma das principais atrações turísticas de Utah. Consiste numa sucessão de curiosidades geológicas, falhas no terreno e rochas pontiagudas de aspecto estranho, que vão mudando de cor à medida que o sol passa. Existe uma estradinha de terra batida que corta o parque ao meio, com acesso pela estrada 24, ao norte da cidade de Hanksville.

Quando os mórmons chegaram nessa região, o território ainda pertencia ao México. No entanto a ocupação cada vez maior por parte de Mórmons e de outros Europeus convertidos à esta religião convenceu o governo mexicano a fazer um acordo com os Estados Unidos, e a ceder o território.

A paisagem do norte de Utah é bastante diferente da metade sul. Neste lado ficam as montanhas mais altas do estado, e justamente por isso se transformaram na principal área de esportes de inverno. Esta foto foi batida durante o verão, quando o verde ainda predomina. Mas, se seu caso não é subir montanhas, e sim caminhar na outra direção, visite as cavernas de Timpanogos Cave National Monument, uma das mais famosas do estado. 

Outro dos cenários mais belos do estado é conhecido como Zion's Main Canyon, perto de Springdale, formado por uma sucessão de gargantas e despenhadeiros entremeados por lagos de água azul. Um bom ponto de partida para ver os pontos mais bonitos de Utah é a cidade de Saint George, ao sul do estado, considerada o portão de entrada de um grande número de parques e áreas de natureza selvagem.

Pode-se dizer que a colonização dos mórmons em Utah foi muito bem sucedida. Hoje em dia, sua influência pode ser sentida não só na religião, mas também na educação, na política e em diversos costumes que ainda perduram entre as famílias.

 

Ao sul do estado, quase na divisa com o Arizona, fica o Monument Valley, conjunto de rochas e catedrais de pedra, eternizado em inúmeros westerns de Hollywood, onde fizemos a foto ao lado. Ele é tão especial que fizemos uma página dedicada especialmente a ele neste site.

Confira em Monument Valley

 

A imensa cratera ao lado é a maior escavação a céu aberto já feita pelo homem. O nome deste lugar é Bingham Canyon Mine, mina de cobre situada pouco ao sul de Salt Lake City. A cratera tem diâmetro de quatro quilômetros e profundidade de um quilômetro. Conta-se que é a única obra humana possível de ser vista do espaço, por astronautas. Uma estrada concêntrica leva até o fundo da cratera, onde gigantescas escavadeiras e caminhões trabalham 24 horas por dia, todos os dias. Desta mina já foram extraídas dezessete milhões de toneladas de cobre. Visitantes não podem descer até o fundo, mas do Visitors Center, situado na extremidade da cratera, tem-se uma noção das dimensões assombrosas desta escavação.

 

Salt Lake city é a maior e principal cidade de Utah. Dominando toda a cidade, no alto de uma colina encontra-se o prédio do State Capitol (congresso estadual), logo atrás da estátua do chefe índio Massasoit, alí colocado para homenagear os primeiros moradores do estado. A cidade é uma das mais procuradas no país quando o tema é Esportes de Inverno. Mas não sabíamos de outra importante característica sua, esta muito mais visível para qualquer visitante: Ela é a capital da religião mórmon. Na prática, Salt Lake é para esta religião o que Roma é para os católicos. Foram os mórmons que, fugindo da perseguição religiosa, vieram para cá, fundaram a cidade e praticamente ergueram tudo que aqui hoje encontramos. Ruas, templos, atrações, cinemas, referências, trabalho, praticamente tudo em Salt Lake remete aos mórmons.

Confira a página dedicada à Salt Lake City

Não estivemos em Utah durante o inverno, mas sabemos que naquela estação a paisagem muda completamente. Grande parte do estado fica coberta de branco, e por isso aqui estão algumas das principais estações de esportes de inverno do país. O ponto mais alto do estado é conhecido como Kings Peak, com mais de quatro mil metros de altitude, mas nem pense em ir esquiar lá. As principais áreas de esportes de inverno estão localizadas na região próxima à capital do estado, Salt Lake City. Nas montanhas que circundam a cidade há diversos resorts, onde os hóspedes podem se instalar com todo conforto e passar o dia praticando todo tipo de esportes na neve. 

Utah, conhecido como The Beehive State, é um lugar com cores, natureza, clima e atrações muito diferentes do que se encontra no resto do país, e nos proporcionou um dos passeios mais marcantes que já tivemos chance de fazer nos Estados Unidos. Recomendamos para todos, sem restrições.

 

A música desta página é 'Old Jaw Bone'. Para interromper sua execução pressione a tecla ESC.

 


Bandeira de Utah