Inicio
Alabama
Arizona
California
Florida
Georgia
Idaho
Illinois
Indiana
Iowa
Kentucky
Louisiana
Maine
Maryland
Minnesota
Mississippi
Missouri
Nevada
New Jersey
New Mexico
New York
North Carolina
Ohio
Oklahoma
Oregon
Pennsylvania
South Carolina
Tennessee
Texas
Utah
Virginia
Washington
West Virginia
Wisconsin

 

 

 

 

 




 

 

 

 


Placa de boas vindas na divisa estadual

Virginia é para aqueles que amam. Não, não estamos imbuídos de algum sentimento especialmente romântico em relação a estas terras. Este é apenas o slogan oficial do estado: Virginia is for lovers. Talvez o nome tenha surgido em referência à beleza natural do lugar, seus campos, rios, praias e suaves colinas que fazem do conjunto um lugar bonito e indicado para aqueles que estão à procura de localidades privilegiadas pela natureza, ou talvez tudo não passe mesmo de propaganda publicitária. Seja como for, os Virginianos tem muito orgulho de suas terras, pois aqui começou a América. Foi em 1606 que o rei James I da Inglaterra concedeu à Virginia Company, empresa de Londres, autorização para estabelecer uma colônia no novo mundo. Sua finalidade era encontrar ouro e uma rota para o Oriente. Assim, em dezembro de 1606 um grupo de cento e oito colonizadores atravessou o Atlântico para fundar esta primeira colônia inglesa na America. O nome da cidade por eles fundada foi Jamestown, como forma de homenagear o rei da Inglaterra. Aqueles colonizadores ainda não sabiam, mas tinham acabado de lançar a pedra fundamental do que seria, quinhentos anos mais tarde, o país mais poderoso do planeta.

   

Com o tempo aquele território fundado por 108 colonos acabou recebendo o nome da companhia proprietárias das terras, Virginia. A foto ao lado foi batida no centro de Richmond, sua cidade mais importante. Ela está situada às margens do rio James, bem próximo do local onde foi fundada Jamestown. É um lugar construído sobre colinas e rodeado de vegetação. O coração do centro fica compreendido entre as ruas Main e Broad, e quase todas atrações principais estão próximas a esta área, como o State Capitol e o Old City Hall. 


Richmond

 


Praia de Virginia Beach

Virginia Beach, mostrada aolado, é a principal cidade do litoral do estado e seus quarenta quilômetros de areias brancas são o point preferido dos moradores locais durante os quentes meses do verão. Mesmo estando situado ao norte do país, os meses de julho e agosto costumam ser muito quentes, com temperaturas oscilando entre 35 e 40 graus. Depois do mar, as outras atrações de Virginia Beach são o Virginia Marine Science Museum, ótimo museu marítimo, com exibições de tubarões e outros peixes e o First Landing State Park, parque situado no mesmo local onde chegaram aqueles primeiros cento e oito colonizadores da Virginia Company, vindos de Londres. 

 

O passado histórico de Virginia e daquela primeira cidade de Jamestown podem ser lembrados até hoje numa visita ao porto histórico da cidade. Lá estão mantidas três caravelas, representando o transporte utilizado pelos cento e oito colonizadores que atravessaram ao Atlântico. Outra história muito lembrada em Virginia é a do capitão John Smith e a índia Pocahontas. Smith chegou à America junto com os primeiros colonizadores, foi aprisionado pelos índios Powhatan, e condenado à morte. Conta a história que a índia Pocahontas intercedeu junto a seu pai, chefe da tribo, para salvar a vida de John Smith.


Réplica de embarcação historica

 


Pocahontas salva a vida de John Smith

Daí em diante, a verdadeira história de Pocahontas é bem diferente daquela contada no filme de Disney. Smith partiu para a Inglaterra e nunca mais se preocupou com Pocahontas. Ela foi seqüestrada de sua tribo pelos colonos da Virginia Company, como forma de obrigar os índios Powhatana a selarem um acordo de paz com os ingleses. Viveu como prisioneira em Jamestown durante um ano, e durante este período ficou conhecendo John Rolfe, que lhe ensinou inglês e religião. Casaram-se e tiveram um filho, chamado Thomas. 

Depois de algum tempo, Rolfe convenceu Pocahontas a embarcar para a Europa. Seu objetivo era fazer publicidade de Jamestown, e com isso tentar angariar mais fundos para as finanças da Virginia Company. Como Pocahontas também sonhava em construir uma escola em sua terra natal, e para isso era necessário dinheiro, ela concordou em ir. Ao chegar na Inglaterra Pocahontas fez muito sucesso e foi recebida até pelo rei James e rainha Anne. Sua presença era o centro de todas atenções, embora muitas vezes a tratassem não como pessoa, mas sim como algum tipo de animal exótico vindo de outro mundo.

Pocahontas ficou durante sete meses na Europa, período que acabou lhe custando muito caro. Estressada por uma sociedade e estilo de vida que não conhecia e sem conseguir se adaptar à vida na Inglaterra, entrou em depressão e acabou contraindo doenças típicas dos homens brancos, que acabaram minando sua saúde. Decidida a voltar para sua terra natal, ela não conseguiu realizar seu último intento, e morreu antes de embarcar. A verdade é que Pocahontas era uma jovem ingênua, e foi usada pelos Ingleses para ajudá-los a se estabelecer no novo mundo.

Ao lado, imagem feita em frente ao Virginia Aviation Museum, situado à leste de Richmond. Em destaque aparece o avião Blackbird SR-71, um dos precursores dos vôos supersônicos. Ele é a peça principal deste museu, onde estão em exibição diversos modelos clássicos de aviões.


Blackbird SR-71 do Virginia Aviation Museum

 


Luray Caverns

Já quem estiver viajando pelo oeste do estado não pode deixar de visitar Luray Caverns, situadas na cidade de Luray, as maiores cavernas desta parte do país, e que tem imensos salões, estalactites e estalagmites com milhões de anos de idade, esculturas naturais de diversas cores, e o único "órgão de estalactite" do mundo, que dá shows a intervalos regulares. No local existe ainda um pequeno museu representando aspectos da vida na Virginia em 1720, com carruagens, vestimentas e outros objetos de uso geral.

 

O vale do rio Shenandoah costuma ser lembrado como o próprio coração da Virginia, pois aqui a natureza parece não ter mudado muito desde os tempos de Pocahontas. Nas matas do Shenandoah River State Park, situado no noroeste de Virginia, pode-se fazer caminhadas, seguir trilhas, organizar piqueniques e mesmo acampar. Enquanto isto, o rio Shenandoah, por correr do sul para o norte, atravessa grande parte do estado, e se tornou uma das localidades preferidas para prática de canoagem e pesca. Bem próximo daqui está outro parque que também merece menção, o Sky Meadows State Park, especialmente indicado para quem está próximo à cidade de Washington.


Florestas do interior do estado

 


Monticello

Ao lado, uma imagem da fachada da mansão conhecida como Monticello, residência oficial do antigo presidente Thomas Jefferson. Sua construção começou em 1789 e hoje em dia ela é uma das casas históricas mais visitadas do país. Situada em Piedmont, cerca de cem quilômetros de Richmond. Os tours pela casa duram trinta minutos e são feitos em várias línguas. Lá fica-se conhecendo muito sobre a vida daquele homem que foi fundamental na historia dos Estados Unidos. Especialmente indicado para quem curte a história americana.

 

De volta a Richmond, vamos fazer algumas compras e para isto, o melhor endereço na região é o Virginia Center Commons, grande shopping situado ao norte da cidade, junção da I-95 e I-295. Outra opção é o Regency Square Shopping Center, na esquina de Parham e Ridge Roads. Entre as atrações turísticas mais lembradas da cidade estão o The Museum and White House of the Confederacy, mansão em estilo sulista que serviu como quartel general das tropas confederadas e agora exibe dezenas de peças remanescentes da guerra civil.


Richmond

 


Pamplin Historical Park

Se tiver um tempo extra, vale visitar também o Pamplin Historical Park, que até hoje cultua os heróis da guerra civil americana. Por outro lado, o Farmer's Market é um típico mercado ao ar livre, com produtos típicos da região. E também Fan District, bonito bairro de estilo arquitetônico Vitoriano, ocupando uma área que cobre cerca de oitenta quadras. E se tiver um tempinho extra em Richmond, vá até Carytown, um bairro agradável, daqueles que a gente gosta de percorrer com calma, pesquisar as lojinhas e no fim da tarde sentar em um café e relaxar observando o movimento em volta.

 

Nosso passeio pelo estado de Virginia foi rápido, coisa de poucos dias, e muitas coisa que gostaríamos de ter visto acabou ficando de fora. Mesmo assim, o que vimos foi suficiente para perceber que esta é uma região bonita, verde, próspera e bem tratada. Além disso, é um lugar onde se pode reviver e aprender sobre diversos momentos da história americana e de seus personagens, do lugar onde praticamente começou o país. Gostamos de verdade, e chegamos à conclusão que, talvez mesmo, os moradores daqui até tenham até razão ao dizer que Virgina is for Lovers. Virginia é para aqueles que amam.


Nascer do sol no litoral

 

A música desta página é 'Carry Me back to Old Virginny. Para interromper sua execução pressione a tecla ESC.

Carry me back to old Virginny,
There's where the cotton and the corn and tatoes grow,
There's where the birds warble sweet in the springtime,
There's where the old darke'ys heart am long'd to go,
There's where I labored so hard for old massa,
Day after day in the field of yellow corn,
No place on earth do I love more sincerely
Than old Virginny, the state where I was born.


Bandeira de Virginia