Inicio
Alabama
Arizona
California
Florida
Georgia
Idaho
Illinois
Indiana
Iowa
Kentucky
Louisiana
Maine
Maryland
Minnesota
Mississippi
Missouri
Nevada
New Jersey
New Mexico
New York
North Carolina
Ohio
Oklahoma
Oregon
Pennsylvania
South Carolina
Tennessee
Texas
Utah
Virginia
Washington
West Virginia
Wisconsin

 

 

 

 

 




 

 

 

 


Campos cultivados no interior do estado

Washington, the Evergreen State, ou seja, o estado Sempre Verde. Um pouquinho de exagero talvez, já que por aqui encontramos também alguns cinzas e marrons. Mas no conjunto dá pra dizer que é sim, um lugar bonito, com florestas, montanhas, lagos e rios. O estado de Washington não tem nada a ver com a famosa cidade de mesmo nome, capital dos Estados Unidos. Enquanto aquela está situada a nordeste, o estado de Washington fica do outro lado do país, no extremo noroeste, fronteira com o Canadá, e entre os dois lugares existem milhares de quilômetros. Esta foto mostra o vale situado aos pés das Saddle Mountains (ao fundo), e pode ser considerada uma cena bem representativa de um estado onde pastagens e agricultura são uma freqüente paisagem.

   

O Northern Cascades National Park. é a principal e maior reserva florestal do estado e está situado na região norte, junto à fronteira com o Canadá. Saindo de Seattle, a melhor forma de chegar lá é seguindo pela estrada 5, e depois pela 20, que cruza o parque exatamente pelo meio. É uma região montanhosa, onde estão também lagos, rios, cascatas, pinheiros e diversos animais selvagens.


Northern Cascade National Park

 


Summit Snoqual

Summit Snoqual é um lugar situado ao sul das montanhas Wenatchee (nomes índios parecem estar em todo lugar por aqui), e é uma região famosa como point de esportes de inverno. Quando passamos aqui já estava bem frio, mas a neve ainda não havia chegado, o que, longe de nos deixar tristes, só nos aliviou. Para quem viaja de carro em lugares frios, poucas coisas são piores do que ser pego por uma nevasca de repente na estrada. Já tivemos essa experiência uma vez, e esperamos que nunca mais se repita. A Highway 90, que corta a região central de Washington, atravessa dezenas de lugares cenográficos entre as montanhas, e concluímos que deve nevar muito nesta região, porque ao longo da estrada há diversas placas advertindo motoristas para, em caso de neve, estacionarem seus carros e caminhões nas áreas especialmente designadas e colocarem correntes nas rodas. 

 

Ellensburg é uma pequena cidade situada na região central de Washington. Nossa parada aqui foi estratégica, tipo ir ao banheiro, fazer um lanche e procurar por uma agência do correio para enviar um cartão bonito para as crianças, no Brasil. Mesmo assim, encontramos em Ellensburg mais do que esperávamos. Depois da tradicional rota de entrada, onde se alinham sempre uma sucessão de McDonalds, KFC, Dennys, Pizza Hut e outros, encontramos uma cidade graciosa, que valoriza e conserva seus prédios históricos e parece continuar vivendo em tempos distantes. Se você passar por aqui num sábado, aproveite para visitar o Kittitas County Farmers Market, onde podem ser encontradas frutas, doces e artesanato.


Ellensburg

 


Olympic Peninsula

Washington originalmente fazia parte do estado de Oregon e foi somente em 1889 que emancipou-se e passou a constituir um novo estado. Praticamente toda região costeira de Washington é 'scenic', como gostam de dizer os americanos, ou seja, um lugar que oferece belos visuais, entrecortado por lagunas, rochedos e formações diferentes, e que com certeza fornece cenário para fotos incríveis. A região conhecida como Olympic Peninsula, mostrada na imagem ao lado, situa-se no extremo noroeste do país, e fica praticamente de frente para o Canadá. Adicionalmente, quem desejar visitar a cidade de Victoria, naquele país, tem a opção de pegar o ferry que parte desta mesma península, da cidade de Port Angeles, e cruza a fronteira rumo ao Canadá.

 

Ao lado, imagem de Spokane, cidade situada na extremidade leste de Washington, quase divisa com Idaho. Spokane é banhada pelo rio de mesmo nome, e o ponto turístico mais conhecido da cidade é essa antiga torre, situada no Riverside Park, às margens do rio que deu nome a cidade. Spokane é uma palavra de origem indígena, e significa Filhos do Sol. Ela é a segunda maior e mais importante cidade do estado, e foi beneficiada em seu crescimento por estar situada na rota que liga o oeste de Washington ao norte de Idaho.


Spokane

 


Mount Rainier

Partindo de Seattle, a maior cidade do estado, e seguindo em direção ao interior pela estrada 410 chega-se ao Mount Rainier National Park, uma das reservas naturais mais famosas do estado. Este monte, ponto culminante de Washington, tem altitude de quatro mil e trezentos metros é um dos pontos mais lembrados em roteiros turísticos pelo estado, a tal ponto que, logo que chegamos em Seattle, todo mundo que encontrávamos por lá nos perguntava se já tínhamos visitado o monte. Na verdade Mont Rainier é um dos principais símbolos estaduais, o que justifica o orgulho de todos em exibi-lo aos visitantes. Quem aprecia caminhadas e tem bom preparo físico pode seguir a trilha que conduz ao seu cume. Não chegamos tão longe, mas fica aqui a dica.

A trilha que conduz ao alto tem vinte e cinco quilômetros de comprimento, uma inclinação bastante acentuada, e atinge dois mil e setecentos metros de altitude. Curiosamente, o nome da montanha não homenageia nenhum americano famoso, mas sim um inglês que lutou contra os Estados Unidos na guerra de 1812.

Durante nossas viagens, ao atravessar regiões desertas a gente está sempre ouvindo música no carro para animar o passeio, mas quando chegamos perto de alguma cidade procuramos sintonizar as rádios locais. Por isso, quando nos aproximamos daquela cidade, estranhamos quando todas as rádios do carro de repente sintonizavam somente programas em espanhol. Considerando que não estávamos na Florida ou California, isto nos parecia inexplicável, e foi somente quando chegamos em Yakima (eles pronunciam iákima) que descobrimos que ela é uma cidade com população quase total de hispânicos. É um lugar onde paramos para almoçar, e que depois de percorrer as ruas, vimos que não oferece muito para se fazer, a não ser dar um descanso aos ouvidos do inglês. Ao lado, uma imagem da avenida principal de Yakima.


Yakima

 


Montanhas e matas

Ao lado, uma imagem da porção não tão verde de Washington. Ao longo da estrada 821, a caminho de Yakima. A parte leste e sudeste do estado formam uma região árida e desértica, e por aqui as estradas sobem e descem montanhas em meio a um cenário quase lunar. Mesmo assim, as áreas cultivadas asseguram ao estado de Washington a liderança nacional na produção de maçãs, razão pela qual essa fruta é considerada um dos símbolos estaduais.

Washington também é o campeão nacional na produção de pêras e cerejas, o que só descobrimos ao chegar aqui. Já no campo da tecnologia de ponta, Washington é conhecido internacionalmente graças à Boeing e à Microsoft, que tem suas sedes perto de Seattle, a maior cidade do estado.

 

Fizemos esta foto ao chegar próximos do Monte Santa Helena. Este lugar foi palco de uma das maiores erupções vulcânicas ocorridas recentemente na América do Norte. No dia 18 de maio de 1980 a montanha explodiu, lançando ao ar toneladas de detritos, e literalmente toda parte superior da própria montanha. Mais de quatrocentos quilômetros quadrados de terreno em volta foram incinerados e nada que estivesse dentro dessa área permaneceu vivo. A erupção durou somente nove horas, mas foi o suficiente para mudar completamente a topografia e a natureza do lugar.


Mount St Helens

Em 1982 o local atingido pela erupção foi transformado num parque, o Mont St Helens National Vulcanic Monument, situado a sudoeste do estado. Lá está uma estradinha que conduz os veículo até as proximidades da cratera, embora não seja permitido descer por ela. A partir do Visitor's Center, o trajeto de ida e volta leva cerca de três horas. Também existem trilhas ao longo da encosta, para quem preferir subir a pé.


Seattle

Ninguém que visite Washington pode deixar de visitar também a cidade de Seattle, onde estão situadas as gigantes Boeing e Microsoft. Famosa no mundo todo graças à estas duas empresas e também ao movimento musical Grunge, que fez surgir bandas como Pearl Jam, Stone Temple Pilots, Gravel, Hammerbox, Alice in Chains, Soundgarden e Nirvana.

Descobrimos que o nome Seattle surgiu graças à uma das tribos que habitava a região, os Suquamish. Eles se referiam a seu cacique como Sealth, o qual se tornou famoso pela sabedoria e pelo discurso que proferiu em 1854 por ocasião de um evento que reuniu o governador do estado com representantes de várias nações indígenas. Ao que consta seu discurso a favor da vida e da preservação do meio ambiente foi tão belo e comovente que entrou para a história e acabou servindo para nomear a cidade. Para saber mais sobre a cidade veja a página Seattle.

E lembre, o estado de Washington não tem nada a ver - com exceção do próprio nome - com a cidade de Washington, capital do país, e situam-se a milhares de quilômetros de distância. Se você estiver interessado em informações sobre a cidade de Washington, confira a página dedicada à Washington DC.

 

A música desta página é A música dessa página é Louie, Louie, de Richard Berry, considerada um segundo hino oficial de Washington.
Para interromper a execução pressione a tecla ESC.  

 

Louie, Louie, me gotta go
Fine little girl, she wait for me.
Me catch the ship for across the sea.
Me sail the ship all alone.
Me never thinks me make it home.
Louie, Louie, me gotta go.
Three nights and days me sailed the sea.
Me think of girl constantly.
On the ship, I dream she there.
I smell the rose in her hair.
Louie, Louie, me gotta go.


Bandeira de Washington