Inicio
Alabama
Arizona
California
Florida
Georgia
Idaho
Illinois
Indiana
Iowa
Kentucky
Louisiana
Maine
Maryland
Minnesota
Mississippi
Missouri
Nevada
New Jersey
New Mexico
New York
North Carolina
Ohio
Oklahoma
Oregon
Pennsylvania
South Carolina
Tennessee
Texas
Utah
Virginia
Washington
West Virginia
Wisconsin

 

 

 

 

 




 

 

 

 

O galpão ao lado, com a pintura do mapa estadual e as datas 1803-2003, faz referência ao bicentenário de Ohio, ocorrido há alguns anos. Conhecido como 'A terra mãe dos Presidentes', Ohio (americanos pronunciam Orráio), se orgulha de ter dado ao país oito presidentes, um recorde entre os estados americanos. O apelido que os americanos a estas terras é "Buckeye State", referindo-se às nozes tipo buckeye, muito comuns por aqui. Mas por trás do apelido informal está uma das regiões mais destacadas do país, tanto em termos políticos como econômicos. Com cidades importantes, indústrias de equipamentos elétricos, maquinaria, processamento de alimentos e uma forte agricultura onde se destacam a soja, milho e ainda pecuária, Ohio é um estado gigante, mesmo para os exigentes padrões americanos.

   

Em nossa viagens pelos Estados Unidos já percorremos as estradas de Ohio três vezes, procurando ver algo diferente em cada ocasião, e na verdade a pujança industrial de Ohio é fácil de ser constatada, pois ao longo de suas impecáveis estradas e rodovias alinham-se uma sucessão infindável de empresas, muitas com o nome conhecido em todo o globo, enquanto diversas outras nunca tínhamos ouvido falar, mas pelo tamanho de suas indústrias são também poderosas. Este aspecto, no entanto, é apenas uma curiosidade e não costuma interessar muito aos turistas.  Ao mesmo tempo, afastado dos grandes centros urbanos,  o estado de Ohio também conta com dezenas de pequenas localidades de aspecto bucólico, com construções que parecem preservar o estilo de vida dos anos cinqüenta. São casas sem muros, gramados bem tratados, residências pacatas com um padrão evidentemente elevado, e que nos fazem pensar como deve ser gostoso viver num lugar assim.

 

Ohio tem três grandes cidades, sendo Cleveland a maior, figurando até mesmo entre as principais do país. Situada às margens do grande lago Erie, Cleveland durante os meses de inverno freqüentemente é presenteada com gélidos ventos provenientes do Canadá, e que fazem qualquer um desanimar de caminhar a pé pelas ruas. Estivemos lá em fins de novembro e ao deixarmos a cidade por pouco não ficamos presos por uma das primeiras tempestades de neve daquele inverno. Cleveland tem várias opções de lazer e culturais, onde se destacam o excelente Cleveland Museum of Art, o Great Lakes Science Center, e o NASA Glen Research Center. E se sua visita não for durante os meses frios uma boa opção turística fazer um passeio pelo lago Erie, organizado por empresas diversas, dentre as quais a tradicional Good Time Boat Tours

 

Para quem quiser caminhar (sempre a melhor forma de se conhecer qualquer lugar), pelo centro de Cleveland, o trecho mais turístico da cidade situa-se nas proximidades das avenidas Lakeside e Superior, sempre com gente apressada pelas ruas. Visite o Historic Warehouse District (conjunto de prédios históricos) e Public Square, considerado o coração da cidade. Dê uma passadinha no The Galeria at Erieview, um shopping de teto transparente onde há boas opções para seu almoço. E após, visite a histórica Saint Peter Church, situada no centro. E depois, claro, vá fazer aquele programa que todo turista nos Estados Unidos adora: compras. Pegue seu carro e siga rumo sul pela auto-estrada 71 até a saída 231, onde fica o fantásticoSouth Park Mall. Ao lado uma imagem feita às margens do lago Erie, mostrando o centro de Cleveland, em uma manhã sem sol.

Ainda na região central não deixe de visitar Tower City Center, um dos prédios mais altos da cidade, e que tem um mirante na cobertura aberto ao público. E quando descer, nossa sugestão é experimentar os deliciosos cookies da Blue Ship, uma pequena e concorrida lojinha situada no térreo do prédio. 

Situado às margens de Lake Erie e junto ao Grand River, Fairport Lighthouse é mais um da extensa relação de faróis americanos. O da imagem ao lado tem quatorze metros de altura, e foi construído anexo a uma construção em formato de cubo, ambos situados na extremidade dos molhes de pedra que protegem a entrada do porto de Fairport. Inaugurado em 1925, o farol não está aberto à visitação pública, mesmo assim a caminhada pelas pedras até o farol é um roteiro diferente e bonito, desde que é claro, você esteja calçando sapatos de borracha à prova de escorregões (o caminho até lá é de pedras irregulares) e também não esteja ventando muito, pois aí se corre o risco de ficar encharcado. Fairmont está situada cerca de cinqüenta quilômetros à leste de Cleveland e a trilha que conduz ao farol parte do local conhecido como Headlands Beach State Park

 

Ao lado, imagem de rua central de Dayton, situada a pouca distância da cidade de Cincinnati. A estrutura curvilínea em primeiro plano é uma obra de David Black, e segundo seu autor foi concebida para representar o primeiro vôo dos irmãos Wright (segundo os americanos, os primeiros homens a voar, o que qualquer brasileiro sabe que não é verdade). E porque homenagear os irmãos Wright numa cidade do interior? Bem, a razão é que Orville Wright nasceu aqui em Dayton, enquanto seu irmão Wilbur nasceu em Millville, Indiana. A atração mais famosa de Dayton também está ligada à aviação, é National Museum of the US Air Force, recomendado especialmente para quem aprecia aviões históricos e modernos, mísseis, armas e muita informação sobre o período da guerra fria.

Em Dayton vale visitar ainda o Boonshoft Museum of Discovery, que conta com várias exposições onde o destaque é a vida animal em Ohio. E para conhecer uma amostra das delícias regionais, nossa sugestão é o National City Second Street Market, com uma enorme variedade de doces, queijos, pães e outras gostosuras locais.

Ao lado, imagem que fizemos durante uma parada num Outlet Mall à beira da estrada no interior do estado. Não haveria nada demais neste lugar, não fosse o momento que o país atravessava. Observe que o estacionamento está decorado com dezenas de bandeiras a meio mastro e a razão é que poucos dias haviam se passado dos atentados terroristas de 2001 e todo o país ainda estava chocado e de luto pelos eventos. Bandeiras americanas - que normalmente já são vistas em profusão pelo país - naquela época se tornaram uma visão ainda mais freqüente, levando até mesmo a ficar em falta no mercado, tão grande foi sua demanda após os atentados.

Poucos dias após passarmos por este Outlet Mall assistirmos a uma solenidade em homenagem a prisioneiros de guerra do Vietnam e fomos presenteados também com duas pequenas bandeiras que decidimos usar como decoração do vidro traseiro de nosso carro. Como se sabe, os atentados de 2001 causaram a morte de pessoas de muitas nacionalidades, inclusive brasileiros, e aquele gesto foi a forma que encontramos de expressar nossa solidariedade a todos que foram atingidos por aqueles trágicos eventos.

Ao lado, imagem de rua central de cidade do interior. Ao passar nestes lugares geralmente estacionamos e tiramos uma hora ou duas para percorrer o centro ou qualquer lugar que nos pareça interessante. Quase sempre entramos em um bar ou restaurante para um lanche, onde acabamos puxando papo com a garçonete ou o atendente do balcão e dizemos que somos do Brasil só para ver como é a reação.

Curiosamente, muita gente escreve para o Viagens & Imagens, perguntando qual costuma ser a reação dos americanos de pequenas cidades ao encontrar brasileiros em sua terra. Como turistas, constatamos que quase sempre a recepção é simpática e receptiva, e mais de uma vez já fomos saudados com um "Welcome to America", como se tivéssemos acabado de descer do avião. Muitos americanos demonstram um autêntico interesse pelo Brasil, em saber como é nossa terra, o que as pessoas fazem e como são nossas cidades. 

Como é sabido, americanos não são muito bons em geografia e costumam demonstrar pouco conhecimento sobre outros países, e até mesmo sobre seu próprio. Certa vez, uma americana de boa aparência e com jeito de boa educação chegou até nós e nos perguntou se o Brasil ficava na Europa (!?). Ao mesmo tempo, um assunto que os americanos parecem conhecer e se interessar é sobre a fama de beleza da mulher brasileira, e por mais de uma vez nos perguntaram se no Brasil as mulheres são mesmo todas maravilhosas.

Ao lado uma imagem feita em rua central da cidade de Columbus, a capital estadual. Como quase todas capitais estaduais, ela não foge muito à regra, e tem, principalmente muitos prédios administrativos, pouca gente pelas ruas e quase nada para se fazer nas hora de lazer. Em Columbus vale a pena conhecer o COSI, um museu de ciências com diversas atividades interativas, Columbus German Village, bairro histórico fundado pelos imigrantes alemães, com destaque para as construções e para os diversos restaurantes locais e também North Market, mercado com produtos típicos da região.

 

Não, não estamos fazendo merchandising da FedEx nesta foto, ela é apenas uma imagem feita em rua central de Columbus, onde constatamos que apesar dos prédios altos, o movimento pelas ruas é sempre baixo, principalmente durante a época fria. Se tiver um tempo sobrando sugerimos visitar por aqui o Ohio Expo Center, centro de eventos culturais diversos (nem todos interessantes, procure se informar no site sobre o que está sendo apresentado na ocasião de sua visita) e também o Central Ohio Fire Museum, antigo quartel de bombeiros, com um grande acervo de carros de bombeiros de várias épocas e exposições complementares - ideal para quem viaja com crianças.

Compras? Entre os melhores shoppings da cidade estão o The Mall at Tuttle Crossing e Polaris Fashion Place. Ainda nas proximidades de Columbus não deixe de ir até o JCPenney Outlet Center, um dos maiores malls de ponta de estoque do país, situado na estrada I-70 esquina com Brice Road. Lá a famosa loja de departamentos JCPenney mantém uma variedade enorme de roupas, calçados e assessórios a preços incrivelmente baixos.

Outra sugestão: Se ao percorrer as estradas de Ohio você passar próximo à cidade de Delaware, nossa dica é dar um descanso da estrada e aproveitar para conhecer Olentangy Indian Caverns.

Ao lado, outra imagem de Cleveland, frente ao inovador Rock and Roll Museum, como o nome informa, dedicado aos ícones do rock de todos os tempos. Outras atrações turísticas sempre lembradas por aqui são o Cleveland Museum of Art e o Great Lake Science Center, centro de ciências interativas muito interessante e que costuma deslumbrar crianças e adultos. E quem dispuser de mais tempo, estiver de carro e quiser conhecer algo diferente nossa sugestão é ir até Amish Farm Community, comunidade Amish situada em Berlin (noventa milhas de Cleveland), onde seus quarenta mil adeptos vivem uma vida à parte - sem rádios, tv, geladeiras, telefones e carro, sendo o único veículo por eles utilizado as típicas carroças de tração animal. E não estranhe também a indumentária dos Amish, porque quase todos, até crianças, vestem basicamente o preto. Nem tudo está aberto à visitação, mas eles costumam preparar e vender para visitantes muitos doces e pães feitos à moda antiga.

 

A cidade Cincinnati, mostrada ao lado, sempre nos causou fascínio, antes mesmo de chegarmos a conhecê-la, devido talvez ao nome incomum para uma cidade americana. Foi somente muito depois que descobrimos que o nome havia sido escolhido como homenagem a Lucius Quinctius Cincinnatus, ilustre figura do início do império romano. Fora isso, poucas coisas poderiam ser mais diferentes da Roma antiga que Cincinnati, com suas imponentes torres de aço, alumínio e vidro moldando a silhueta da cidade.

Já estivemos em Cincinnati duas vezes, e a verdade é que alem do nome bonito a cidade em si também é agradável. Situada às margens do rio Ohio ela tem um visual privilegiado principalmente se observado de sua margem sul (veja última foto da página). Para quem estiver passeando aqui sugerimos começar a visita pelo mirante (observation deck) de Carew Tower, prédio mais alto da cidade, de onde pode-se ver quase toda cidade (ao norte do rio Ohio) e grande parte do estado de Kentucky (ao sul do rio Ohio).

Vídeo: Cincinnati e Carew Tower

Ainda em Cincinnati, vale visitar Krohn Conservatory, parque representando uma grande diversidade de espécies vegetais e biomas, desde desertos às florestas tropicais. Também vale visitar o ótimo Cincinnati Museum Center e fazer um passeio fluvial a bordo da simpática Belle of Cincinnati, barca com rodas na popa, ao estilo das antigas embarcações que subiam os rios do interior. Os passeio são operados pela BB Riverboats, partindo da margem sul do rio (onde na verdade já é outro estado, mas na prática funciona quase como um bairro de Cincinnati), ao lado do Newport Aquarium.

O pôr do sol em Lake Erie é uma das imagens mais marcantes em Ohio, e em Cleveland a imagem tornou-se um sempre recomendado símbolo turístico, principalmente entre os românticos. Às margens do lago existem dezenas de bares, restaurantes, hotéis e até mesmo passeios de barco prometendo o melhor ponto de observação do evento. Mas na verdade você não precisa de nada disso para curtir esta vista privilegiada, a não ser, logicamente, um dia sem nuvens. Basta ir ao Edgewater State Park. E se for um dia quente, você pode até mesmo fazer como os americanos, levar uma cesta de piquenique, sentar na grama ou areia e quem sabe fazer um lanchinho com donuts, pretzels, muffins e coca cola.

 

Ao lado, imagem noturna de Cincinnati, tal como a víamos de nosso hotel, um Travelodge situado na margem sul do rio Ohio. Curiosamente, a imagem mais representativa de Ohio, aquela que ficou gravada em nossas lembranças não foi do pôr do sol no lago Erie, nem dos campos cobertos pela agricultura e muito menos da imponente Cleveland. Ironicamente a imagem marcante de Ohio foi obtida a partir de outro estado, Kentucky, situado ao sul do rio. Alguns lugares conquistam a simpatia das pessoas, sem qualquer razão especial, e assim foi com Cincinnati, da qual já gostávamos antes mesmo de conhecê-la. De resto vimos que Ohio é uma terra de superlativos, um retrato pujante da America e de sua diversidade, repleta de opções para qualquer tipo de roteiro turístico.

 

A música desta página é 'Ohio', de Neil Young. Para interromper sua execução pressione a tecla ESC.

 


Bandeira de Ohio