Viagens & ImagensCaerphilly Castle

Viagens & Imagens no Facebook  Viagens & Imagens no Youtube  Siga o Viagens & Imagens no Twitter  Viagens & Imagens no Panoramio  Viagens & Imagens no Google+  Viagens & Imagens no Flickr
 

Nesta página estão  fotos e informações sobre o castelo de Caerphilly, situado em Caerphilly, Gales.

 

Inicio
Akershus
Amboise
Angers
Arundel
Azay le Rideau
Bamburgh
Beaumaris
Blackness
Blenheim
Blois
Bodiam
Budavari
Caernarfon
Caerphilly
Cardiff
Carlisle
Chambord
Charlottenburg
Chantilly
Chenonceau
Chepstow
Cliffords
Conciergerie
Conwy
Criccieth
Doune
Dover
Edinburgh
Ewloe
Fontainebleau
Frederiksborg
Glamis
Hampt Court
Harlech
Hatfield
Heidelberg
Hever
Hohenschwagau
Langeais
Leeds
Linlithgow
London Tower
Neuschwanstein
Newcastle
Norwich
Nottingham
Nymphenburg
Pena
Penshurst
Pierrefonds
Prazsky
São Jorge
Schonbrunn
Scone
Southsea
Stirling
Tonbridge
Urquhart
Versalhes
Villandry
Vincennes
Warwick
Wilanow
Windsor

 

 

 

 

 

 


 

 

O castelo de Caerphilly é uma das maiores fortalezas medievais da Europa. Poucos outros castelos, talvez apenas Windsor e Dover, ambos na Inglaterra, podem competir com Caerphilly, em termos de dimensões e imponência. O complexo é formado por um conjunto de torres, grossas muralhas duplas e engenhosas linhas de defesa que o tornaram inexpugnável aos ataques dos exércitos inimigos. 

Visitamos o castelo quando estávamos em Cardiff, situada a pouca distância ao sul de Caerphilly.

Sua construção é obra de Gilbert de Clare, o Lorde de Glamorgan, e representou um marco da arquitetura medieval. Os serviços duraram 20 anos, sendo que a maior parte dos mesmos foi executada entre 1268 e 1271. Seu objetivo principal era defender a região contra os ataques das tribos galesas, lideradas pelo terrível  Llywelyn.  Estas terras haviam sido conquistadas dos galeses em 1266, e a construção de uma fortificação era essencial para mantê-las na mão dos ingleses. 

Os serviços começaram com a inundação de uma vasta área, de forma a criar o lago dentro do qual seria erigido o castelo. A água era, na prática, a primeira muralha de proteção contra ataques, e ajudava a manter os inimigos mais afastados. Em três ilhas no centro do lago foram lançadas as primeiras fundações de Caerphilly. O castelo consistia em um núcleo principal, cercado por dois circuitos concêntricos de muralhas, intercaladas com torres de guarda. Uma destas, conhecida como East Inner Gatehouse, era tão grande que equivalia a muitos outros castelos menores, sendo que anexo à mesma estava localizado o Banqueting Hall, salão de festas e principal ponto de atividades sociais do castelo.

 

Seu estilo arquitetônico é considerado um marco em termos de técnicas defensivas da idade média. A disposição de suas muralhas duplas, em forma de paralelogramos, rodeadas por fossos de água, foi uma novidade para a época. Isto permitia acesso rápido a qualquer parte do castelo, e fazia de suas torres pontos independentes de defesa e controle de cada setor, com amplo ângulo de visão. Além disso, o sistema de muralhas duplas impedia que, caso a muralha externa fosse conquistada, os invasores avançassem com seus equipamentos e catapultas até a muralha interna.

 

Graças a isto, o castelo de Caerphilly foi cercado, sitiado e ameaçado várias vezes por diversos exércitos inimigos, mas nunca chegou a ser tomado. Além de Caerphilly, os De Clare construíram outras fortificações, como o Castelo Coch, em diferentes extremidades do que consideravam seu território, o país de Gales. Como guarnição militar, Caerphilly teve uma vida útil relativamente curta. Poucos anos após a conclusão das obras, em 1283, os habitantes do País de Gales tinham sido completamente derrotados pelo rei inglês Edward I, e seu domínio nesta região era absoluto. Isto tornava a necessidade de manutenção de uma grande fortaleza, como Caerphilly, quase desnecessária. Mesmo para um soberano da época, a manutenção de um grande castelo representava um pesado custo financeiro.

 

Depois da conquista do sul de Gales, Caerphilly só voltou a ver alguma ação durante a guerra entre o rei Edward II e sua mulher, a rainha Isabella. Pelo que relata a história, o rei e a rainha se desentenderam devido a interesses políticos conflitantes. Decidida a destronar seu marido e também Hugh Despenser, o braço direito real, Isabella uniu-se a uma facção de opositores ao rei e determinou que a parte do exército que era leal a ela atacasse e sitiasse o castelo de Caerphilly, entre dezembro de 1326 e março de 1327, onde estava o rei. Mas antes disso o soberano conseguir escapar e Hugh Despenser, seu braço direito, foi enforcado.

No final do conflito, a rainha Isabella havia triunfado, e seu colaborador principal, Roger de Mortimer, foi ricamente recompensado com o título vitalício de ministro da Justiça do País de Gales. Desprezado pela rainha, e abandonado pelos descendentes da família Despenser, que haviam se mudado para residências mais confortáveis, o castelo foi abandonado. Sem finalidades práticas do ponto de vista militar, Caerphilly foi aos poucos sendo esvaziado, esquecido, e logo estava em ruínas.

Como agravante, durante o século 16, as pedras do castelo passaram a ser utilizadas como material de construção para novas residências, o que contribuiu para destruir o que ainda restava. No século 17 um novo golpe atingiu Caerphilly. Durante a Guerra Civil, disputa entre monarquistas e parlamentaristas que dividiu a Inglaterra, foram registrados ataques com canhões de pólvora às muralhas e torres do castelo. Não que ele ainda representasse alguma ameaça a qualquer uma das partes, mas sim pelo que Caerphilly simbolizava historicamente para os monarquistas.

Daí para a frente, no que diz respeito à sua preservação histórica, Caerphilly infelizmente não teve a mesma sorte de outros castelos. É até mesmo interessante observar (e será apenas acaso?) que os castelos situados no País de Gales não mereceram a mesma atenção ou preservação por parte do governo, daqueles situados na Inglaterra.

Caerphilly permaneceu completamente abandonado por três séculos, e apenas a partir de 1928, começou a sofrer um modesto programa de reformas, graças à iniciativa da 4a Marquesa de Bute. No entanto, a recuperação de um castelo deste tamanho necessita de grandes fortunas, o que nem a marquesa dispunha.

Hoje, turistas encontram somente ruínas. Seu ponto mais famoso, e que tornou-se praticamente a marca registrada de Caerphilly, é a torre sudeste, batizada de Leaning Tower, partida ao meio por uma grande rachadura, e visivelmente inclinada, mas que, por teimosia e altivez, recusa-se a desabar (foto 3).

O castelo de Caerphilly está situado cerca de 10 km ao norte da cidade de Cardiff. Para quem está de carro tome como referência a saída número 32 da auto-estrada M4. O acesso ao castelo está situado 4 km depois desta saída. Se estiver viajando de trem, tome como ponto de partida a cidade de Cardiff, e pegue qualquer trem para a cidade de Caerphilly. O castelo fica a pouca distância do centro da cidade, e pode ser atingido em alguns minutos de caminhada.

Veja um vídeo que gravamos em Caerphilly Castle.

Mais detalhes em Caerphillycastle

 

Quer deixar uma mensagem no Viagens & Imagens? Utilize o Guest Book 1 (nesta opção você terá uma resposta junto à sua mensagem)
ou o Guest Book 2 (opção para quem não necessita resposta). As mensagens estarão visíveis em pouco tempo.

Todas as músicas de Castelos & Palácios são reproduções de autênticas canções medievais ou renascentistas.