Viagens & ImagensFrederiksborg Slot

Viagens & Imagens no Facebook  Viagens & Imagens no Youtube  Siga o Viagens & Imagens no Twitter  Viagens & Imagens no Panoramio  Viagens & Imagens no Google+  Viagens & Imagens no Flickr

Nesta página estão  fotos e informações sobre o castelo de Frederiksborg, situado em Copenhagen, Dinamarca.

 

Inicio
Akershus
Amboise
Angers
Arundel
Azay le Rideau
Bamburgh
Beaumaris
Blackness
Blenheim
Blois
Bodiam
Budavari
Caernarfon
Caerphilly
Cardiff
Carlisle
Chambord
Charlottenburg
Chantilly
Chenonceau
Chepstow
Cliffords
Conciergerie
Conwy
Criccieth
Doune
Dover
Edinburgh
Ewloe
Fontainebleau
Frederiksborg
Glamis
Hampt Court
Harlech
Hatfield
Heidelberg
Hever
Hohenschwagau
Langeais
Leeds
Linlithgow
London Tower
Neuschwanstein
Newcastle
Norwich
Nottingham
Nymphenburg
Pena
Penshurst
Pierrefonds
Prazsky
São Jorge
Schonbrunn
Scone
Southsea
Stirling
Tonbridge
Urquhart
Versalhes
Villandry
Vincennes
Warwick
Wilanow
Windsor

 

 

 

 

 

 


 

 

O palácio de Frederiksborg é uma das visitas mais interessantes a serem feitas por quem estiver de passagem por Copenhagen, Dinamarca. Sua construção foi iniciada em 1560, por ordem do monarca Frederick II, e para homenageá-lo o palácio recebeu seu nome. A maior parte do palácio, no entanto, só iria ser construída entre 1602 e 1620,  sob o comando dos arquitetos Hans e Lorents van Steenwinckel, que adotaram o estilo arquitetônico holandês.

Originalmente, a mansão existente no local chamava-se Hillerødsholm, e pertencia a um nobre dinamarquês chamado Herluf Trolle. Após comprar a propriedade, o monarca decidiu abrir espaço para uma construção imponente, e  eu ordens para que fossem demolidas as antigas construções, em sua maior parte compostas por prédios sem valor arquitetônico. A área a ser edificada estava distribuída por três ilhas do mesmo lago, e ainda hoje é possível circundar a pé o lago sobre o qual foi construído Frederiksborg.

 

Frederiksborg serviu de moradia para praticamente todos os soberanos do país. Também a capela do palácio serviu às cerimônias de coroação de todos eles, com exceção de Christian 7. Esta capela, cujas obras foram concluídas em 1617, representa um dos trechos mais bem conservados do interior do palácio, ainda preservando a ornamentação original do tempo de Christian IV. Seu teto é formado por seis grandes abóbadas estreladas, apoiadas em vinte e oito pilares, e costuma deixar os visitantes maravilhados.  

Dentre todos os monarcas dinamarqueses que moraram no palácio e  contribuíram para o seu engrandecimento, provavelmente foi Christian IV quem teve um papel predominante na expansão e embelezamento do conjunto. Nascido no palácio em 1577, ele sempre teve uma identificação muito grande com o lugar, e foi por sua iniciativa que, a partir de 1599, Frederiksborg começou a adquirir o aspecto de grandioso palácio renascentista que vemos hoje em dia.

Amante das artes e em particular da arquitetura, entre outras providências, ele contratou o renomado artista holandês Adrian de Vries, o qual já tinha executado outros trabalhos em Praga, especialmente para esculpir uma fonte no pátio central. Esta belíssima fonte permanece no mesmo lugar até hoje, e costuma ser a primeira coisa que os visitantes enxergam ao se aproximar da entrada principal de Frederiksborg.

 

 

Após a morte de Christian IV, em 1648, o palácio deixou de ser utilizado com residência principal dos monarcas, passando a ser utilizado somente em cerimônias oficiais, eventos de estado, inclusive nas coroações reais. Aos poucos começou a ser utilizado também para abrigar as obras de arte pertencentes à família real, fazendo com que, ao longo dos anos, passasse a guardar uma das maiores coleções européias de arte, e em conseqüência, dando a Frederiksborg o status de Tesouro Nacional.

 

Em 1850 o palácio voltou a ser utilizado com residência real, desta vez Frederick VII. Infelizmente, este ano marcou também a maior tragédia da história do palácio, quando, na noite de 16 de dezembro, um grande incêndio destruiu grande parte do palácio. Foi somente com a ajuda de grandes doações públicas, privadas e também graças à valiosa ajuda do filantropo e magnata J. C. Jacobsen, que Frederiksborg voltaria a ostentar sua gloriosa aparência de palácio renascentista. Foi também Jacobsen que forneceu os fundos necessários para que Frederiksborg passasse a ocupar definitivamente o merecido lugar na história dinamarquesa.

 

Em 1877 ele propôs que, considerando sua importância história, um museu deveria ser estabelecido naquele lugar, para preservar para as futuras gerações tudo que Frederiksborg representava na história da Dinamarca. Assim, em 5 de abril de 1878, o rei Christian IX (rei da Dinamarca entre 1863 e 1906) expediu um decreto entregando a propriedade ao domínio público e criando a instituição responsável por sua preservação daí em diante.   

Frederiksborg hoje é o principal palácio e museu da Dinamarca, e seus salões estão apinhados de obras diversas, pinturas, esculturas, tapeçarias, mobílias, ourivesaria. Nenhuma visita a Copenhagen será completa sem uma passagem por este monumento nacional. Situado ao norte da cidade, para chegar lá basta pegar o metrô (linhas A ou E) e seguir até a estação Hillerød, pegando a seguir o ônibus, linhas 701 ou 702, até a entrada do castelo. Todo o trajeto a partir do centro de Copenhagen leva cerca de 40 minutos.

Mais informações no site oficial Frederiksborgmuseet.

 

Quer deixar uma mensagem no Viagens & Imagens? Utilize o Guest Book 1 (nesta opção você terá uma resposta junto à sua mensagem)
ou o Guest Book 2 (opção para quem não necessita resposta). As mensagens estarão visíveis em pouco tempo.

Todas as músicas de Castelos & Palácios são reproduções de autênticas canções medievais ou renascentistas.